domingo, 17 de junho de 2012

O BRANCO ESSENCIAL

Somatória de todas as cores, o branco, quando aparece, traz leveza e elevação espiritual. Cria a percepção de amplidão, proporciona a expansão do pensamento e liberdade para encontrar novas possibilidades, induz à ordem.

"O branco nunca é vazio", conclama o marchand Fabio Cimino, dono da Zipper, galeria de arte de São Paulo.

O branco é um grande cenário para a decoração. É a base de todas as bases. É com essa cor que se demonstra a qualidade do projeto e a escolha das peças, porque tudo aparece muito e tem que ficar em equilíbrio. Acho que é por essa razão que o branco sempre acompanhou o minimalismo.

Um mestre de interiores, o arquiteto Roberto Migotto, se imiscuiu nessa paleta e foi fundo. Criou ambientes completamente brancos. Mas, ao contrário do que se espera quando o branco é usado em excesso, não trouxe sensação de abandono ou coisa parecida. Confira nas fotos:

 Projetado por Roberto Migotto, o Studio Rock, Love & Peace para uma das edições da Casa Cor São Paulo é um espaço de convivência de 95m2 que utiliza vários tons de branco. O mobiliário, com peças de época, mistura design italiano e brasileiro, combinado com a transparência do acrílico, o brilho dos espelhos e da laca e a grandiosidade da luminária de piso.


 Para os ambientes brancos não ficarem fios e hostis, devemos trabalhar com formas, volumes e texturas diferentes, ensina Migotto.

 Não há restrição de uso para o branco. Sua tendência é ampliar os ambientes. Por ser uma cor neutra, aceita qualquer tipo de material. Podemos usar branco sem deixar o ambiente monótono. Exemplo disso é estes dois quartos projetados por Migotto. Note a cabeceira da cama de ambos: couro capitonê, uma até o teto, outra até a metade. Ambos para lá de elegantes. 

 A imponência do mármore confere ainda mais imponência e elegância ao branco deste ambiente, também de Migotto.
Ambientes brancos são usados para transmitir leveza, tranquilidade e conforto. Não existem regras para o uso do branco. É possível utilizá-lo em qualquer ambiente, sempre levando em consideração a praticidade.

Paredes brancas de tom branco

Existem inúmeros tons de tinta branca. Muitos deles têm na sua composição cores como amarelo, vermelho, azul. Embora os tons da tinta sejam aparentemente iguais, quando a luz é refletida sobre eles, tudo muda. Se você tem a intenção de pintar as paredes de branco e quer iluminar e aquecer um ambiente, então o ideal é pintá-la num tom de branco que tenha em sua composição uma grande percentagem de amarelo. Caso pretenda um ambiente calmo, então opte por uma tinta branca que tenha em sua composição uma grande percentagem de azul. Nesta sala a decoração é todinha branca, mas como foi pintada com um branco com grande percentagem de azul torna-se fria. Para contrapor, o designer espalhou muitas almofadas e manteve o tom natural da madeira no chão, elementos essenciais para proporcionar uma sensação de conforto.

Branco e os elementos naturais

O branco está presente em todas as cores, e nas cores pastel (cor com grande percentagem de branco) em maior quantidade. As cores pastel fazem ótimas combinações com o branco, porque não criam elementos que promova distúrbios ao olhar ou excitem o cérebro. Neste caso, manteve-se as cores no exterior, e o neutro e natural no interior.

Sobressair peças de design vintage

As encantadoras peças de design coloridas presentes neste loft dão à casa uma originalidade fenomenal. O branco promove e valoriza cada peça de mobília com cor. Uma palete branca unifica as distintas eras do design.

Um quarto de dormir zen

Um quarto de casal deve ser calmo e transmitir uma sensação de serenidade. Afinal de contas, é onde se descansa. Um esquema de branco no branco pode ser uma boa ideia para conseguir este efeito. Porém, para não tornar o quarto demasiado branco, você deve incluir alguns elementos naturais dentro do mesmo tom, mas diferenciadores, como as mesinhas de cabeceira, que mantêm o aspeto natural e que ajudam a construir um local calmo com ausência de cor; uma espécie de santuário à paz.

Um corredor branco de aspecto colonial

Um corredor de aspecto colonial, coberto de cortinas brancas, que reflete a luz das janelas e leva o olhar até um recanto confortável cheio de luz. Se sua casa tiver muitas vigas ou muitos detalhes na construção, elas podem tornar-se mais homogêneas com o tom branco, criando um aspecto colonial moderno. Apenas o chão permanece com o tom natural da madeira, realçando o branco do espaço. Todo o resto se funde de forma acolhedora.

Branco antigo moderno

O estilo de decoração antiga em tons de branco é, hoje, tudo menos antigo. No lugar de colocar quadros nas paredes é interessante optar por espelhos, dando ainda mais vida à paleta dos brancos. Por fim, se optar por uma cama em materiais modernos, dará ao quarto um ar ainda mais moderno e ao mesmo tempo original.

Uma sala de banho / banheiro luxuoso

Uma sala de banho em mármore branco é uma apoteose ao luxo. Para além de transmitir uma imagem luxuosa, também transmite uma imagem de pureza inerente ao mármore branco.

Decorar o escritório com branco

Decorar o escritório com branco é quase como dar ao cérebro uma tela em branco para poder construir (esta poderia ser a principal filosofia implícita nesta decoração). O branco pode ser um tom criativo, especialmente se conjugado com outros elementos com cor que ressaltam à vista, especialmente em cores quentes como o vermelho. Neste caso, o recanto do escritório não tem uma delimitação muito marcante, enquadrando-se perfeitamente na restante decoração do espaço. O chão de madeira dá o relevo necessário ao branco, e o branco dá o relevo necessário aos restantes elementos decorativos do espaço.

Recanto exterior em branco

O branco é ótimo para decorar um recanto especial, como um elegante jardim de inverno. Se não têm um ambiente como esse, considereesta opção para uma varanda mais protegida, ou até para um espaço na cozinha, ao pé da janela. Na foto, como o espaço não tem muita luz, o branco foi usado por ser uma cor que reflete a luz quente que vem do mudo exterior, pintado de amarelo.

Estilo étnico branco

Sempre que se pensa em étnico é inevitável pensar em cor, especialmente quando se pensa numa decoração marroquina ou indiana. Porém, o estilo também pode ser definido pelas linhas e objetos decorativos que, mesmo em tons neutros, dão ao local uma imagem étnica bem marcada. Este quarto étnico branco é um excelente exemplo de que a decoração não depende apenas das cores, mas sim dos detalhes incorporados.
Branco quente
Uma sala totalmente branca pode tornar-se fria, porém se for adicionada texturas, dá-se um fim a essa sensação, tornando uma sala fria numa sala quente. A incorporação de tecidos "quentes", como peles e tapetes de lã felpudos, dão a uma sala branca e fria uma nova sensação de calor e aconchego.

Branco e azul para prolongar a praia

A combinação do branco com apontamentos de azul invoca uma decoração marítima muito calmante. Se você tem a sorte de ter o mar como pano de fundo, esta pode ser a paleta perfeita para decorar um ambiente. Mas é preciso muita iluminação natural. Caso contrário, o local pode ficar frio.

Uma cama aconchegada pelo branco

Neste quarto, a cama é o centro das atenções, pois está envolta num drapeado de cortinas brancas que lhe dão destaque e que a tornam um espaço acolhedor. Independentemente do estilo de cama, este tipo de estrutura pode ser incorporada num quarto, especialmente se gozar de pé direito alto. Isso transmite ao quarto um ar muito dramático.

O branco na mobília de jardim

Ao contrário do que se imagina, o branco é uma ótima opção para usar no exterior, especialmente em mobiliário de jardim, já que faz sobressair a vegetação verde, dando um ar muito chique.

Lareira branca em sala clara

Uma decoração acolhedora pode ser feita em cima de uma paleta de cores que inclua uma grande percentagem de branco. A lareira branca serve lindamente como moldura ao fogo. O uso adicional das almofadas de pêlo, da poltrona de pele antiga, da mesinha de café em madeira clara… todos estes elementos dão a esta sala uma gostosa sensação de acolhimento e quentura, onde apetece passar os dias frios de inverno.

Sala 100% branca

Optar por decorar uma sala 100% a branco é uma ideia arrojada, e por si só, interessante. Para esse ambiente, é aconselhável cortinas de tela solar, que deixam a luz passar, mas barram até 98% dos raios UV. Para conseguir um chão branco, existem tintas de alta resistência à base de resinas.

Preto e branco
Para colocar uma porta ou um elemento em destaque num espaço branco, basta que o elemento seja preto. Na foto acima, a porta preta parece flutuar no espaço branco tal como a cadeira e as frases escritas quadros brancos. Abaixo, o destaque fica por conta do quadro e do piso.

Sala "antiga moderna"
Para trazer uma divisão antiga para a modernidade, homogeneizar um espaço através do uso do tom branco é uma opção que funciona quase sempre. Optar por pintar tetos e paredes no mesmo tom, dando apenas ênfase ao chão natural e a uma peça de mobília onde o olhar possa parar (como o cadeirão preto e a mesa), criarão de imediato a ideia que este espaço, para além de moderno, é um espaço de descanso, pois o cadeirão e a mesa preta são os primeiros objectos a serem detectados pelo olhar.

Branco sobressai os elementos coloridos
O branco é o tom ideal para dar ênfase a outras cores, especialmente as cores mais quentes como o vermelho, laranja, amarelo... Se pretende dar ênfase a alguns objetos decorativos ou a peças de mobília, o branco é a tela ideal. Neste caso, os livros são realçados pela sua cor, bem como todas as peças de mobília, e naturalmente todo o espaço de leitura. Neste local não há dúvidas que a leitura é o principal prazer.
 
Uma cozinha iluminada pelo branco minimalista
Uma paleta de tons brancos e a ausência de armários superiores ajudam esta cozinha a conseguir uma grande abertura, e a tornar-se minimalista, mas ao mesmo tempo preenchida.
Até mesmo nos escritórios o verde é bem-vindo. No espaço de convivência projetado pelos arquitetos do estúdio Woods Bagot os vasos de fibra sintética pairam sobre a mesa e se acumulam em prateleiras de piso.

MAIS AMBIENTES EM TONS DE BRANCOS (com uma pitadinha só de cor) PARA VOCÊ SE INSPIRAR







































Fonte: Casa Vogue, Casa Cláudia, Facebook, Casa & Jardim, revista Conceitual, Internet.


Um comentário:

Antonio Nabholz disse...

A criatividade inata de uma artista faz que descubramos qual a capacidade de usando cores, peças de decoração e muito bom gosto estar em contato com o seu próprio ser. A união de todas as cores visualizada pelo branco permite que sobre esta base maravilhosa e clara integrar muitas tonalidades em nossos ambientes de casa e torná-los aconchegantes, alegres, frios ou exuberantes. Assim a cada dia este espaço de criatividade da designer Cláudia Bergamasco é uma mostra de sua alma de artista nata e dá a cada um a capacidade de entender que o lugar onde vivemos deve ser sempre capaz de nos dar tranquilidade e paz para seguirmos nosso dia a dia. Beijos e parabéns Lau.

Postar um comentário